Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://chadasduas.blogs.sapo.pt

1 ano depois...

E passou assim 1 Ano....

Vamos voltar cerca de 1 ano e 6 meses atrás...

 

Andávamos nos preparativos para o 1.º desfile Photolga... Estávamos todos nervosos.

Chegou o dia 25 de Maio.... fizemos o desfile. Ela, carregava pesos e andava de salto alto. 
Ela, estava a acabar o estágio. Tinha o projecto ainda por entregar. 

Algo estava atrasado, mas sendo ela uma "desorientada" com a toma a tempo e horas da Pílula, podia ser normal.

Ela disse-me. Ela disse-nos. Nós brincávamos com a situação. Cantava-mos: "Baby Baby Baby UUUUUU".
Ela Ria.... mas o Período não aparecia. Nós gozamos. Ela Sorria. O Período voltava a não aparecer.
Ele, achava que o corpo dela estava a mudar. Ele queria que ela fizesse o teste. Ela, enquanto o estagio e o projecto acabassem não queria. Tinha receio das respostas. Eu insistia. Ele Insistia. Não aguentava não saber se era gravidez ou uma doença. Ela, teimosa, não queria. 

Eu e ele falávamos. Estávamos nervosos. Ninguém a conseguia convencer.
Acabou o estágio.
Acabou o Projecto.

"É hoje...." bati o pé. Disse-lhe tudo o que achava. 

Chamei-a de irresponsável. Egoísta. Parva.
Disse-lhe que estava a pensar só nela e não nele. E em mim. E em todos os outros, que se soubesse de tudo isto iriam ficam igualmente aflitos. 

Disse-lhe que era uma vergonha o que ela estava a fazer. Questionava-lhe se não tinha medo de ter algum problema de saúde. Ou de estar, por irresponsabilidade, a afectar uma criança que podia trazer no ventre. 
Mas lá chegou o dia.... tinha o plano todo feito!
Ela ia a Rio Maior, a casa do pais e passara por minha casa para fazer o teste finalmente. Falei com ele, e disse-lhe que iria colocar a minha amizade em causa com ela, caso ela não fizesse o teste. Tinha de me colocar no meio disto. Tinha de a convencer.
E convenci... e ela fez o teste... e....

e...

e nunca mais apareciam o resultados no ecrã digital do teste... Tinha de dizer: Grávida ou Não Grávida. 
...

Tínhamos de esperar cerca de 5 minutos..... na minha cabeça era 5000 horas.... nunca mais aparecia o resultado.

e...

e...

e...

GRÁVIDA.....

 

"Ohhhh não..... estás grávida!!!!"
Não sei se chorei de felicidade se de tristeza e preocupação com os tempos que aí vinham. 

Ela, ria ás gargalhadas sem parar.
Eu ri, chorei desalmadamente, tremi, berrei, gritei. Fiz ali, naquele momento, os planos todos para ela, ele e para o bebé nos próximos 20 anos seguintes. 
Ela, só ria ás Gargalhas. 
Informamos o Pai (Ele). Eu informei o Pai. O Pai não reagiu....

Ela foi embora...

Eu tremi, liguei ao namorado.... este não acreditou. 

Porrraaaa, eles iam ser Pais. PAIS! Iam ter uma filha ou filho....

 

E tudo começou aqui....

 

A 18 de Janeiro de 2014 nasceu a Carolina. Ontem, um ano depois, fez ela um aninho. E eu, não me consigo esquecer daquela sensação daquele dia em que descobrimos que vinha aí um bebe. 

Parabéns minha Carolina (desculpa Pedro e Andreia, mas após este pedaço da minha vida que aqui conto, a Carolina é minha também).

"Porque os sobrinhos não são só aqueles que tem o nosso sangue".

Amo-te Carolina. Amo-te Pedro. Amo-te Andreia!

IMG_20150119_122453.jpg

_____ 

By: Olga Ferraria

 

1 comentário

Comentar post