Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://chadasduas.blogs.sapo.pt

Desabafos no Facebook

 

Todos os dias o facebook é uma enchente de desabafos. Uns mais felizes que outros! Atualmente, o facebook serve, para além da publicação de fotos, conversa entre amigos, uma formas de publicidade e de socializar, serve para mandar (in)diretas ás pessoas.
Uns, com todos os motivos, outros sem motivos.

Se descordo disso? EU NÃOOOO.
Às vezes apetecia-me escrever grandes pensamentos sobre a humanidade e o que me rodeia.
Se o faço sempre que me apetece? Nem 1% das vezes.
(dou por mim a escrever a frase e depois na hora de publicar, não o faço)

 

“Bora lá” refletir comigo sobre isto.

 

Nestes textos de (in)directas já li grandes verdades e uma coisa é certa, só serve a carapuça a quem a coloca e xiu. Quem tiver mal, que se mude. Quem não gostar de ler, bloquei a pessoa e pronto. Assunto arrumado.

Mais que certo, é que esses desabafos levam a alguns atritos, pois claro. “Quem não se sente, não é filho de boa gente.”

 

Mas depois há o outro lado.

De quem se tenta desculpar de tudo e mais alguma coisa usando as redes sociais. Os que tentam fazer do facebook um “quadrozinho de recados” por tudo e por nada. Os que tentam justificar-se de tudo o que fazem usando frases de ataque aos outros. Desculpem lá meus chazinhos, mas, há muito boa gente que se põe ajeito.
Aquela típica frase: “ Falam de mim, mas só para que saibam, estou me nas tintas para isso”.
Calmaaaa…se te estas nas tintas, porque falas disso? Porque perdes-te o teu tempo a escrever isto? E pior, porque estas SEMPRE a escrever isto? (mas como vos disse, se eu não quiser ler, ignoro ou bloqueio a pessoa).

Quanto mais estas coisas são escritas, mais surgem boatos, mais surgem ideias erradas (ou certas), mais as pessoas falam (e se falam). Como digo: Põe-se ao jeito!


Quando coloco, por exemplo uma foto mais “ polémica” ou mesmo um texto “polémico” (tipo este) vou ter noção que pode ser falada. Não vou estar a criticar quem fala. Pus-me a jeito, o que esperava eu?
“Ai tal, mas ninguém tem nada com as tuas fotos, vida ou textos”. Pois claro que não, mas se partilhei, era para que vissem e lessem. Caso contrario não era partilhado. As pessoas têm opiniões e falam. Não queres que falem? Tens duas opções: Ou não partilhas ou bloqueias os “amigos” que comentam!

 

 

(Nada deste texto serve para criticar o quer que seja, que sou menina de impulsos e ás vezes saiu-me assim com umas respostas no facebook pouco “ortodoxas” e digo umas coisas menos bonitas. Por isso, este texto contra mim fala em alguns (só alguns) aspetos. "Ralo-me" e muito com o que falam de mim…. Pois claro… “ sou filha de boa gente”, mas tento não me “ por ajeito” sobre algumas “coisas da minha vida”. E quando me coloco “ajeito”, tenho de aguentar…. Tivesse quieta ou calada.


Se público uma foto nos copos, pus-me a jeito para que falassem de mim, porque estava bêbada; se coloquei umas fotos com rapazes, e não estava lá o André, pus-me a jeito; Se coloquei umas fotos de biquíni na praia com alto corpaço (vá, isto não dava para fazer, falta-me a parte do Corpaço) pus-me a jeito; Se coloco um texto a falar de “ desabafos no facebook”, pus-me a jeito...
 
Colhemos muitas vezes o que semeamos.
Agora, vou carregar no publicar e pôr-me a jeito de ouvir das boas!

___
By: Olga Ferraria ( a por se ajeito)

2 comentários

Comentar post